3 mitos e 3 verdades sobre as espinhas

14.10.13

Olá meninas tudo bem com você?




Trouxe aqui para vocês 3 mitos e 3 verdades sobre as espinhas que incomodam tanto as meninas.


Só adolescente têm espinha
Mito. A espinha - e a acne - podem aparecer em mulheres mais velhas também. Isso acontece porque as causas desse problema são várias: entupimento dos poros da pele, excesso de oleosidade e até alterações hormonais. E isso pode rolar com mulheres de 20, 30, 40 anos... A gente costuma falar que espinha é coisa de adolescente porque, nessa fase da vida, a pele costuma ser mais oleosa. 


Maquiagem pode dar espinha
Verdade. Produtos como corretivo, pó e blush podem obstruir os poros. Assim, eles inflamam mais facilmente e isso rende uma espinha. Por isso, a dica é sempre limpar bem a pele com demaquilante, especialmente antes de dormir.


Espinha só aparece no rosto
Mito. Ela até pode incomodar mais quando aparece no meio da testa, mas é comum ter acne nas costas e nos ombros também. E nada de cutucar: use um sabonete que ajude a diminuir a oleosidade da região.


Espinha pode ser genética
Verdade. Certas pessoas produzem mais gordura sebácea do que outras. Ou seja, se seus pais tiverem muita espinha, é grande a chance de você ter também.


Lavar o rosto não diminui o problemaMito. Um dos tratamentos mais eficazes contra a acne é lavar a pele, duas ou três vezes por dia, com um sabonete específico, que ajude a diminuir a oleosidade da pele e a manter os poros sempre limpos. Por isso, invista nesse hábito.

Tomar pílula ajuda a combater as espinhas
Verdade. O hormônio do medicamento ajuda a controlar os hormônios do seu corpo e o resultado disso, além de uma menstruação regular, é uma pele mais bonita também. No caso de meninas que tenham ovário policístico, a pílula é até indicada como tratamento contra a acne (desde que isso seja feito pelo seu ginecologista).






You Might Also Like

0 comentários

Seguidores

Popular Posts

Like us on Facebook