Eu escolhi esperar, mas ele não quer , e agora?

30.1.15



Olá meninas tudo bem com vocês?

Chegou a sexta feira dia de bate papo dizem que religião, futebol e politica não se discute né mas e sexo com religião? Hoje o e-mail é de uma leitora que prefere não se identificar lembrando que não estou aqui para jugar e sim para ajudar, OK?. 


Oi tudo bem?
Namoro há quase dois anos, tenho um relacionamento muito bom, de muita confiança e tudo mais. Ele me trata muito, muito, muito bem, minha família adora ele, e a família dele gosta muito de mim também, tudo perfeitinho, com tudo para dar certo. Por volta dos 6 meses de namoro, iniciamos nossa vida sexual, ambos virgens.

Oiii, tudo bem sim. Costumo dizer que a confiança é a base de tudo em um relacionamento. A harmonia entre as famílias é algo positivo. 


 Tudo ótimo e maravilhoso até que… De uns meses para cá tenho sido atormentada com a sensação de “consciência pesada”. Sou cristã, sempre fui, minha família também, e esse assunto sempre foi tabu, e minha vontade desde sempre era me casar virgem, até que tudo aconteceu. Já conversei com ele e claro, não aceitou em parar e retomar isso só após o casamento, ele não foi criado com a mesma doutrina que a minha. E aí, o que eu faço? 

Bem por um lado se ele realmente te ama, ele pode esperar o seu tempo e compreender a sua escolha de esperar até o casamento. Mas ao mesmo tempo é bem complicado que isso aconteça, já que vocês já começaram a ter relações sexuais há um bom tempo e ele não segue as mesmas doutrinas que você e sua família. Ou seja, quando você fala sobre isso, para ele parece não ter muita importância e não é culpa dele, pois quando iniciado ambos tinham ciência do que estava ocorrendo. 

Sinto que isso “martelando na minha cabeça” atrapalha nas relações também, pois na hora só consigo pensar quanto errado é aquilo. O que não acontecia no começo do namoro com todas as descobertas e empolgação. Se puder me ajudar, serei muito grata!

Olha se você quer mesmo se guardar para o casamento é recomendável que vocês casem logo ou planejem um futuro próximo a dois. Nesta situação você tem duas opções cara leitora ou se guardar ou desistir da obediência a sua religião. Portanto fique a seu critério o que pesar mais é o que será decidido. 


Eai meninas o que vocês acham disso? O que será que nossa amiga deve fazer?







You Might Also Like

1 comentários

  1. Oi Ingryd, primeira vez que venho ao seu blog e dou de cara logo com um post muito interessante.
    Realmente é bem complicado isso de um querer uma coisa mas o outro não se sentir bem. Eu acho que ela tem que fazer o que sente que é certo, o que a deixa feliz, depois se não é pra ser vai aparecer alguém que dê valor a tudo isso que ela acredita. Não faça nada porque outra pessoa te obriga, ainda mais ter relações sexuais, isso é o seu corpo, uma decisão só sua e de mais ninguém!

    Vou voltar sempre aqui, comecei a seguir porque gostei muito.
    Beijos - http://fazdeconta-daliv.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Seguidores

Popular Posts

Like us on Facebook