Tempo ao Tempo

31.5.16




Olá meninas e meninos tudo bem com vocês?

Sei que ando meio sumida do blog, mas estou super presente no youtube, snap, instagram. E hoje resolvi falar sobre dar tempo ao tempo. Eu sempre fui uma pessoa imediatista, de querer fazer as coisas acontecerem o mais rápido possível e nem sempre isto é bom.

Estou lendo um livro muitooo bom do Augusto Cury que tem me feito repensar sobre algumas coisas. Ele trata sobre a ansiedade o mal do século.  Que vivemos em uma sociedade de excessos e que a todo momento somos bombardeado de informações que muitas vezes não são absorvidas. Somos cobrados, pressionados e nos tornamos refém da nossa própria mente.

Nas ultimas semanas venho percebendo que acordo sempre com dor de cabeça e com a sensação de cansaço como se não tivesse dormido a noite inteira. E lendo o livro percebi que sofro da síndrome do pensamento acelerado que nada mais é do que ansiedade compulsiva. Pensar é bom, pensar com consciência critica é melhor ainda, mas pensar excessivamente é uma bomba contra a qualidade de vida.

Uma pergunta que me chamou muito atenção no livro é SOMOS LIVRES PARA PENSAR? PENSAMOS O QUE QUEREMOS E QUANDO QUEREMOS? “A construção de pensamento não é unifocal, mas multifocal, não dependendo apenas da vontade consciente, ou seja, do Eu, mas de fenômenos inconscientes. Somos tão complexos, que, quando não temos problemas, nós o criamos.”

O desejo de contribuir mesmo que minimamente para a humanidade me consumiu por muito tempo. Hoje resolvi agir devagar com cautela, o que não quer dizer que desistirei dos meus objetivos, mas que darei o tempo necessário para serem realizados.  

You Might Also Like

0 comentários

Seguidores

Popular Posts

Like us on Facebook